Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019

Vander Christian

Vander Christian é apaixonado pelo mundo da leitura e escrita. Autor dos romances KARINA, PASSADO E PRESENTE e DUAS VEZES PAMELA MONTEIRO.

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

A Engrenagem Que Move O País



 

 

Na próxima terça-feira, será comemorado mais um dia do Trabalhador. E como o Trabalhador sofre! Seja por conta do salário, sempre curto para realizar todos os planos, ou por conta do chefe, que nunca compreende as suas reivindicações. Isso tudo faz parte de um pacote que todos nós, Trabalhadores, carregamos todos os dias. Trabalhar é difícil. Requer uma dedicação e paciência fora do comum, pois a sua carreira vai depender de tudo isso e mais um pouco.

Contudo, existe certas situações que deixam você com a péssima impressão de ser um trabalhador sem capacidade nenhuma!

Lembro do meu primeiro emprego. Foi numa usina de açúcar, no norte do Paraná. Era para trabalhar no turno da noite.

— Dorme bastante durante o dia — disse a minha tia.

Deitei e não consegui dormir nada! Não tinha o hábito de dormir durante o dia. E tinha a expectativa de começar a trabalhar numa empresa grande. Tudo isso, se misturou com o medo de estar trabalhando e simplesmente começar a dormir, sei lá!

Quando eu cheguei no setor que ia trabalhar, percebi que seria impossível dormir ali. Era muito barulho e o serviço não parava um instante sequer. Nunca vi tanto açúcar na minha vida! A adrenalina de estar finalmente trabalhando registrado foi desaparecendo com o passar dos dias, e o medo de dormir no serviço também.

Foi então que uma situação começou a surgir e me deixou com a sensação de ser um funcionário sem valor algum.

Eu tinha de revezar os operadores nas máquinas de empacotar o açúcar no horário de janta. Só de ver a máquina, a sensação era de que eu estava encolhendo de medo.

— A máquina está ótima. Funcionando sem nenhum problema — disse o operador tentando me ajudar.

Sentei e fiquei olhando a máquina fazer o trabalho. Fiquei sentado só por dois minutos. De repente, a máquina começou a enroscar os pacotes de açúcar, uma luz vermelha ascendeu e lá veio o chefe. Entrei em pânico...

— O que está acontecendo? Essa máquina estava funcionando perfeitamente.

Essa frase do chefe disse tudo. O problema não estava na máquina. O problema era eu. E o chefe sabia disso. Ele ficou ali, do meu lado durante alguns minutos. A máquina funcionou perfeitamente. Foi o chefe ir embora, ela parou novamente! Aquilo me deixou furioso! Me segurei para não encher a máquina de porradas!

Mas a máquina não tinha culpa nenhuma. O fato dela enroscar os pacotes era comum. Bastava ter a tranquilidade de retirar o pacote e religar a máquina novamente.

Me faltava confiança. Me faltava tranquilidade. Sobrava medo em mim. Quando tudo isso se junta, o ser humano fica incapaz de fazer algo corretamente.

Nós Trabalhadores somos mais que uma máquina. Temos que deixar o medo de lado. Somos a engrenagem que faz o país andar. Sem essa engrenagem, nenhuma máquina funciona. Sem essa engrenagem o país não anda.

O medo, a falta de confiança, a falta de tranquilidade, sempre vai existir. Mas isso está longe de significar que você não é capaz de fazer algo.   

 

 

 

 

AnterioresArtigos

 

Mistérios

Visita Surpresa

 

 

 

 










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.