Sábado, 19 de Outubro de 2019

Diogo Vieira Protti

Diogo Vieira Protti, conhecido por PROTTI, é Militar da Reserva (Exército), atua como Designer Gráfico.
É filófoso e poeta por natureza, paulistano de nascença, carioca de tendência, italiano de descendência
e corinthiano por excelência!
Já tocou guitarra, contra-baixo e bateria. Está sempre ouvindo, aconselhando e resolvendo problemas dos amigos!!!

Ver todas as colunas

A Pedrada Inesperada... (A árvore dos bons frutos)



Um bom dia, e que saudades. Há muito não passo por aqui, é verdade. São tantas atribuições e afazeres deste nosso mundo moderno, que acabamos sucumbindo alguns deleites e dissabores cotidianos.

E quem é vivo sempre aparece. Pois bem, estou aqui mais uma vez, com mais uma crônica, mais uma reflexão. 

A propósito, o que você tem feito nos últimos meses? O que tem produzido?
Tem levado muita pedrada, meu amigo minha amiga?

Vamos nos embrenhar nas palavras abaixo, que encontrei neste universo literal aberto a toda e qualquer pessoa.

 

Só leva pedrada árvore que dá frutos.

 As árvores frondosas sempre chamam mais atenção, por isso elas estão à

mercê de diversas formas de tratamentos, pois nesse mundo existem

pessoas de todos os tipos e, infelizmente muitas não conseguem fazer com

que suas as árvores frutifiquem, tanto quanto a do outro, pois não fertiliza o

seu solo como deveria, não tem o cuidado exigido, não consegue perceber ou

estudar a possibilidade daquele terreno ser mais próspero e, às vezes por

não saber como é ter uma árvore formosa dessa em seu território, acaba

machucando-a com pedras e até com outros objetos, a que pertence aos

outros.

 

E ainda existem aqueles que não conseguem perceber a beleza e quantidade

de frutos existentes em suas árvores por estar tempo demais observando a

do outro.Há pessoas que na incapacidade de plantar as suas próprias

árvores, atiram pedras para comer os frutos da árvore do vizinho.

 

Quando atiram as pedras, os frutos caem e os autores das pedradas comem-

nos, felizes, porque não tiveram que plantar nem cultivar uma árvore e

esperar dois a três anos para colher os frutos. Percebem que a pedrada é um

método fácil e rápido de gratificação e assim andam pela surdina, de árvore

em árvore a atirar as suas pedras à criatividade alheia e a usufruírem

das vitaminas dos frutos dos outros.

 

Como este é um comportamento típico de pessoas que atuam por instinto e

de forma imediatista, os autores das pedradas nem sequer sabem que cada

árvore que apedrejam vai produzir novos frutos, provavelmente mais doces e

suculentos do que no apedrejamento anterior.Estas pessoas mal formadas

só sabem uma coisao seu sucesso depende exclusivamente de atirar

pedras às árvores alheias.

 

Às vezes, as mangas ainda estão verdes, mas eles disparam só pelo prazer

de atirar as pedras.Como têm dificuldade em pensar, nunca saberão que

ganhavam muito mais se plantassem a sua própria árvore a partir de uma

semente, para ao fim de alguns anos colherem os frutos na época

própria.Pelo contrário, preferem continuar a atirar as pedras, por vezes sem

direção. Correm o risco de, por engano, um dia errarem o alvo e partirem os

vidros da sua própria casa.

 

Mas correm riscos mais graves: na ânsia de abanarem a árvore do vizinho,

podem cair do muro sobre o qual se colocam para atirar as pedradas e

esconder a mão. Enquanto isso, os bons vizinhos que plantaram a primeira

árvore, com a sua iniciativa e força de vontade, vão plantar a segunda e a

terceira árvore, até terem um pomar de sucesso e reconhecimento, repleto de

árvores com suculentos frutos.

 

A maior parte das vezes, os construtores de pomares, focados no seu

trabalho e no lado positivo da vida, nem sequer chegam a perceber que

alguém esteve a atirar pedras às suas árvores à surdina e a comer alguns

dos seus belos frutos.Seja no trabalho, na vida pessoal, quanto maior for o

seu resultado naquilo que você faz, maior será a critica, nem sempre

construtiva.

 

Isso só prova que estamos dando frutos e BONS frutos... consequência do

bom trabalho.Acontece que o maior interesse das pessoas que jogam pedras

contra essas árvores é para derrubar os seus frutos; é claro que quanto mais

carregada ela estiver possivelmente mais pedradas ela levará.

 

Acredito que os mais sábios percebem o valor dessa árvore no nosso meio e

preferem retirar o fruto de uma forma que não a ofenda ou a machuque e

tenta cultivá-la em seu jardim ou nos bosques da vida.

 

Quanto mais árvores frondosas existir, mais belo se torna esse mundo em que vivemos: alimentando, alegrando, aprendendo, acolhendo, refrescando...

 

 

Créditos: Blog E.B.A










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.