Domingo, 20 de Outubro de 2019

Augusto Branco

A Revolução no Inferno



Nas profundezas do inferno ocorre uma verdadeira revoluçãoHá muitos anos não se visualiza tanta mudança. 

Acontece que o governo central não consegue conter a inflação como deveria. No ano passado ela ultrapassou a casa dos 5%, sendo que a meta estabelecida era abaixo desse percentual. 

Os alimentos tiveram um aumento maior que 10% em seus preços, e contribuíram para alavancar o crescimento da inflação.

A corrupção pública do poder central, somada à cultura de: Subornar guardas, não emitir nota fiscal, dar e receber troco errado, furar fila, bater o ponto no lugar dos colegas de trabalho, não pagar direitos trabalhistas aos empregados... Contribui para deseducar a todos.

A corrupção social aumentando e se somando as demais mazelas da sociedade, gera a cada dia que passa um maior número de pessoas que abandonam as escolas, e debandam para as escolas no mundo do crime. 

O pior é que dentre os debandados estão os menores infratores, que as famílias e nem o governo sabem certo o que fazer.

Muitos grupos sociais acreditam que prender todos vai resolver o problema, outros grupos aceleram a pena de morte os executando nas ruas... Mas, o fato é que ninguém sabe qual solução seria melhor.

Os problemas tendem avançar para o caos, já que o governo central se encontra limitado com as saídas propostas pelas leis, que transformam valores educacionais em meras cartas de intenções.

No passado as famílias tinham muitos filhos, e todas se preocupavam em preparar eles para a vida, contribuindo assim para que a escola e sociedade os educassem.

Valores éticos e morais, os educandos começavam aprendendo em casa, a educação para o exercício do trabalho começava cedo, tanto em casa quanto nas escolas.

... O certo é que o inferno foi sinônimo de paraíso, que hoje tende a ser tomado pelos capetas maus do mundo do crime.

A violência é assustadora. Capetas maus não estão traficando somente drogas como; maconha, heroína... Eles invadem as escolas e aliciam menores para usá-los como seus sucessores... Traficam e escravizam seres sociais do bem... Estão transformando a vida em morte, que já é bem maior que em situações de guerras.

O governo central diz que a educação deve ser a saída para o caos, nesse ponto a sociedade concorda. Porém como reeducar

Uma saída talvez pode ser a prisão de todos os capetas maus, e assim colocar eles para estudar e trabalhar. Não deixar ninguém ocioso nas cadeias (incluindo também os menores infratores). Pois se as famílias não conseguem fazer eles estudarem e trabalharem no convívio social, isolar e maltratar nas cadeias públicas eles jamais se reeducarão.

Afinal! Quem é do bem não pode continuar a ser refém dos capetas maus, e viver educadamente trabalhando para sustentar as incompetências de gestão da sociedade, que consequentemente acaba sustentando os capetas maus no mundo do crime.

- Luis Ribeiro -

 










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.