Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019

Marcelo Hindi

Marcelo Hindi é livre pensador (filósofo), Professor e Escritor. Apaixonado por livros, teatro e bom papo, está sempre com a cabeça pipocando de ideias sobre viver bem, bom humor, amizade e amor. Entusiasta da espiritualidade inata e presente em todas as culturas, pesquisa e estuda os mais variados assuntos e é colaborador do STUM, colaborador e colunista de Jornais­, autor do Blog ZerandoKarma e autor de textos avulsos espalhados pelos mais variados meios. Pacifista e conciliador, acredita que todos somos parte de uma nação ética chamada Planeta Terra.

Website pessoal: Terapia Viver Bem

Ver todas as colunas

Aos que Amam – Reflexões Inspiradas no Coração



Você está bem ali, tão perto... E tão longe! A distância que nos separa parece não ter fim, ainda assim eu o vejo, percebo-o, e sei que eventualmente você me nota. Mas isso ocorre tão rapidamente, pois você logo se volta para os seus pensamentos... Um mundo à parte. O que se passa nestes mundos tão bem protegidos com suas grandes muralhas de isolamento? Às vezes faço algumas suposições, mas logo desisto. São pensamentos meus, tentando compreender pensamentos seus, e nem os conheço verdadeiramente. Tão longe, tão perto... Quase posso abraçá-lo... Se ao menos você deixasse (se ao menos... eu... deixasse). Mas sei que você quer meu abraço. E sei que você quer o meu abraço, mesmo com dúvidas, sei que você precisa do meu abraço, tanto quanto eu preciso do seu. Não me escapa o que nos afasta... Não há como ignorar, aquilo que de cascalho se transformou em uma montanha, e, se aparente como algo intransponível, mesmo que seja mera ilusão, o sentimento ainda é o mesmo... Dói... Como dói...

Porém, em uma fração de tempo pequenina - quase imperceptível - deixei-me envolver pelo mais precioso sentimento de união com o sagrado, um ato de entrega, uma espécie de simplicidade que não conseguia sentir desde minha mais terna infância... e com esta entrega, uma inexplicável comunhão (ao menos por estes momentos) e minha percepção se volta ao aconchego da esperança! Ah, deliciosa esperança, que aquece meu coração! Confio! Sim, agora confio!

Não, não lutarei. Mas me empenharei com afeição, e saberei me adaptar - a exemplo da água, que em seu silêncio maravilhoso se adapta à toda e qualquer superfície, grande aprendiz de todas as formas. Nossas diferenças não nos afastarão... Opiniões, ideias, percepções, crenças... Somos apenas aprendizes da vida... Aprendizes do Amor... Não há sentido em consumir um tempo que jamais voltará, e que por isso mesmo se mostra tão especial, em recolhimento para proteger o ego de opiniões contrárias; para proteger... O orgulho.

Recuso-me a proteger tão mesquinho propósito! Não, Orgulho, eu digo não a você! Não sou menor por abrir mão do que acho para retirar do nosso caminho esse abismo! Não sou menor por preferir você a escolher minha opinião! Não! Na realidade, agora me sinto maior... Antes, em um canto sem luz, com minhas ideias, a observar você - parecia que era seguro ficar ali- protegendo o ego, escorando crenças como verdades absolutas, e em um distanciamento injustificável. Sinto-me forte! Sim, é o que sinto em cada vibração do meu Ser: força! Não preciso mais sentir medo! Não me importo em abrir mão do que nos afasta. Sinto-me enorme, pois a liberdade do amor, é tão deliciosa... O coração calou a mente, agora a mente alia-se ao coração. A liberdade do amor nos faz maiores, ilimitados.

Unimo-nos! Não há mais distância entre nós. Ainda assim, sei que algumas distãncias voltarão a aparecer... Algumas delas se mostrarão desafiadoras, apenas se nelas depositarmos nossas crenças; se delas fizermos justificativas para nossas imperfeições - motivos que antes nos afastavam e agora nos aproximam - Algumas delas nós não saberíamos como superar... Se Acreditássemos em distâncias. Mas tudo mudou: eu te convidei, você aceitou. Assumimos que somos aprendizes do Amor... E vamos caminhar... Aprender... E quando a distância se apresentar, nos lembraremos bem: se a mente e o coração se unirem em favor da nossa harmonia e de nossa aliança, nós poderemos ultrapassar todos os entraves que se apresentarem, pois unidos não caímos facilmente, e se cairmos, nos levantaremos bravamente e prosseguiremos em nossa jornada.

A todos que se amam, pais, filhos, irmãos, amigos, casais, irmanados em ideais: olhem-se com perdão... Seus olhos se acostumarão a ver com lentes de perdão. Olhem-se com benevolência... Seus olhos se acostumarão a ver com lentes de generosidade e ternura. As pessoas, a humanidade nelas é que as faz divinas... Escolham o amor, escolham a união. Juntos nós podemos realizar muito mais. A todos que escolherem pessoas a opiniões, um convite ao amor, pois quando sós, nossas opiniões não nos servem de boa companhia, e quando sós, aqueles que amamos não estão melhor do que se pudessem contar livremente com nosso afeto. Pequenos gestos, pequeninos atos de generosidade, de altruísmo, de renúncia, até; um ato de doação incondicionado, sem expectativas. Este é o começo, o grande começo. Que seu domingo seja inspirador! Um abraço, ótima semana.

Marcelo Hindi – Professor e Psicoterapeuta Holístico 

contato@terapiaviverbem.com.br 

www.terapiaviverbem.com.br 










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.