Sábado, 17 de Agosto de 2019

Ricardo Di Carlo

Ricardo Di Carlo é ator profissional em Teatro e Cinema. Possui Especialização em Metodologia no Ensino de Artes - Eixo Temático: Processos e Práticas no Ensino do Teatro. Formou-se em Arte-Dramática e em Direção de Produção Cultural. É ator, diretor, professor, pesquisador, produtor e preparador de elenco em cinema e teatro. Como pesquisador dedica-se a estudos acadêmicos na área de formação do ator, teatro e arte-educação. Nos palcos, interpretou personagens célebres, Édipo, de Édipo Rei, de Sófocles; Puck, de O Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare, e Bibelot, de Os Sete Gatinhos, de Nelson Rodrigues. No cinema, protagonizou Kissing Death, direção de Michelle Barllet; Morte Súbita, com sua direção; e Poderosa Adoração, filme de Leandro Cavalheiro.

Ver todas as colunas

As origens do Teatro e a sua semelhança com o Carnaval



Imagem: The Bacchanal of the Andrians de Ticiano

 

O Carnaval já passou, mas isso me fez lembrar da sua semelhanças com as origens do Teatro. Muitas são as histórias contadas sobre o nascimento da arte Teatro, alguns contam que o teatro surgiutão logo o homem foi criado, ou mais especificamente no momento em que um ser humano contou para outro algo (um caso, uma história - verdadeira ou não) de forma expressiva, se utilizando de gestos, como se estivesse mostrando "que foi assim que aconteceu". Em suma, todas essas versões do nascimento do teatro ocidental remontam à Antiguidade.

Uma versão bastante conhecida é a de que o teatro nasceu em meio a uma festividade bastante semelhante ao Carnaval, as chamadas Dionísiacas, que eram celebrações em louvor ao deus grego Dionísio, que duravam vários dias, regadas a vinho, orgias, danças e música.

A palavra bacanal tem origem dessas celebrações, pois bacanal vem de Baco, que é outro nome do mesmo deus Dionísio.

Nesta versão, o teatro surge, quando no decurso das perambulações em celebração das Dionísiacas, um cidadão ateniense, de nome Téspis, usando uma máscara, se destaca em meio a multidão para representar o deus Dionísio. Todos ali sabiam que não se tratava do deus encarnado, ou mesmo de uma incorporação, pois a isto só era permitido aos sacerdotes. De pronto todos entenderam que se tratava de algo nunca feito: a representação, isto é, fazer-se passar por outra entidade que não a sua própria, e, neste caso, a do célebre deus Dionísio.

Tal atitude agradou tanto o povo, que assim surgiu o Teatro, por meio da ação de atores em cena, em conjunto de pontos narrados pelo coro, eram representadas as histórias mitológicas e mais tarde das famílias tradicionais da Antiguidade. Essas representações passaram a constituir parte das celebrações das Dionísiacas, nascia assim o Teatro, e as chamadas Tragédias Gregas.










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.