Quarta-Feira, 23 de Junho de 2021

marcia goncalves dos reis

Márcia Reis é professora de Língua portuguesa e Literatura. Escreve poesia para o site Recanto das Letras.

Ver todas as colunas

Diálogo entre literatura e moda



De acordo com o dicionário, moda é um conjunto de opiniões, gosto, uma maneira ou costume, hábito, ou forma de agir, característica de um determinado meio ou de uma determinada época. Mas como a literatura pode dialogar com a moda? É possível conceber uma relação entre o ato de tecer, bordar e costurar com o ato de narrar e contar histórias? E nos poemas, será possível? 

A matéria-prima que compõe a moda e a literatura é a criação e narrativa. Tanto o universo literário quanto as passarelas da moda têm como objetivo contar uma história e impactar o público espectador. Além disso, assim como os escritores, os estilistas e designers de moda também se inspiram em elementos do real (ou do imaginário) para criarem suas coleções. A troca entre literatura e moda é tão intensa que não é raro ver livros que falem sobre o universo fashion, ou tragam a temática como pano de fundo, e escritores e obras literárias servindo de inspiração nas passarelas.

Literatura e moda trabalham com técnicas narrativas, estilos, criação e representação de realidades. Por outro lado, escritores também se baseiam na moda para comporem seus personagens; pode-se citar o figurino de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carrol; chick-lit, o gênero literário especialmente dirigido às mulheres, no qual se pode inserir o clássico O Diabo Veste Prada, de Lauren Weisberger.

Nos grandes desfiles de moda, temos o estilista Ronaldo Fraga que relaciona à criação de vestimentas com obras literárias.  Nas coleções Todo Mundo e Ninguém, Fraga utilizou o poema homônimo de Carlos Drummond de Andrade - e A Cobra Ri -  trouxe trajes inspirados no livro "Grande Sertão Veredas", de Guimarães Rosa.  As coleções refletem a pluralidade do Brasil, com estampas, cores e ícones identificados nas narrativas literárias. 

Para o estilista, a literatura brasileira é muito rica e, por isso, ele não tem dificuldade em falar de outros autores que poderiam ser inspiração em sua área. “Machado de Assis, antes de ‘entregar’ o personagem, descreve-o por inteiro e isso é muito forte nas obras dele. Não posso esquecer do Mário de Andrade, que deixou um legado maravilhoso e com muitas referências para a moda”, diz.

Então, ao folhear uma revista de moda, ou assistir a um desfile, pode-se ver um poema, um conto, ou uma história representada nas passarelas. 

 

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.