Sábado, 20 de Julho de 2019

Vander Christian

Vander Christian é apaixonado pelo mundo da leitura e escrita. Autor dos romances KARINA, PASSADO E PRESENTE e DUAS VEZES PAMELA MONTEIRO.

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

Dívidas



Viver rodeados de amigos é fantástico. Eles nos ajudam a tomar aquela decisão difícil, compartilham momentos bons e outros nem tão bom assim. Se reunir, sempre que possível, para um almoço é uma boa opção, ajuda a quebrar o ritmo intenso da semana de trabalho. Talvez, a parte de se reunir, seja a mais difícil de acontecer. Os motivos são muitos. Interessante, porque quando acontece um encontro sem querer, no meio da semana, ambos voltando para casa, o papo flui, são tantas novidades para contar que ninguém quer ir embora. Mas é preciso, pois a hora voa de forma assustadora. É preciso mais tempo para conversar sobre todos os acontecimentos. Por fim, na despedida, é comum dizer:

— Vamos marcar um dia para nos reunir, conversar mais.

— Vamos sim. Pode deixar.

E esse dia nunca chega. Certa vez, um professor disse isso para mim, acho que foi na época do meu primeiro ano do ensino médio, disse que o momento de aproveitar os amigos era exatamente ali, nos domínios da escola. Depois da formatura, cada um iria para um lado e os amigos iriam se distanciar. O professor tinha razão. As amizades verdadeiras continuam. Elas não acabam, contudo, sofre aquela divisão inexistente de antes. Nos tempos de escola, uma coisa era certa: todos os dias estávamos juntos dos amigos. Sobrava tempo. Podíamos combinar qualquer coisa, sem se preocupar se o outro poderia ou não participar. Prova maior de que precisamos aproveitar o máximo cada minuto perto de quem nos faz bem.

Juntando a minha falta de tempo com a falta de tempo de alguns amigos, conclui que estou devendo almoço para muitas pessoas! Quando der certo de pagar a dívida, terá que ser almoço e janta, no mesmo dia!

Para a minha sorte, existem uns amigos que também estão devendo uns comes e bebes, isso faz eu me sentir menos pior... Que bom que não sou o único a querer se reunir com os amigos e não conseguir.

Mês passado encontrei um amigo que fazia muito tempo que não o via. Conversamos bastante, pena que ele estava sem tempo, do contrário, teríamos conversado mais. Já indo embora, ele falou:

— Precisamos marcar um churrasco, para contar as novidades.

— É só marcar — falei sorrindo.

Ele fez um sinal de positivo e foi embora. Não falamos mais depois disso. Mais um almoço que entrou para a estatística de não realizado.

Tenho a impressão que estamos sendo engolidos pela rotina diária e deixando de lado a incrível arte de viver junto dos amigos.

 

 

PS: Gostaria de pedir desculpas aos amigos, cujo almoço, ainda não consegui pagar.

 

 

 

Obrigado pela visita!

 

COMECE A LER MEUS LIVROS GRATUITAMENTE:

 

Duas Vezes Pamela Monteiro 
http://amz.onl/6kNQLOT

 

Passado & Presente 
http://amz.onl/bSJOgdX

 

Karina 
http://amz.onl/2zZb89q

 

Até breve,

 

   










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.