"/>

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro de 2019

Ângela Schiezari Garcia

Educadora física; fisioterapeuta; osteopata;
radiestesista genética; microfisioterapia em formação.
Terapeuta de self-healing,leitura biológica, pós-graduada em ginástica postural corretiva,em fisiologia do exercício e em personal training.
Estágios:
* Laboratório do Comportamento Motor da Escola de Educação Física e Esportes da USP.
* Condicionamento Físico e Reabilitação Cardiovascular na Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício do INCOR HC – FMUSP.
Escritora, com livro de poesias "A Real Dualidade", publicado em 2007.

Ver todas as colunas

Envelhecimento saudável.



A ciência ainda não descobriu uma fórmula mágica ou um antídoto para combater o envelhecimento. Porém, adotar um estilo de vida saudável com medidas simples pode fazer toda a diferença e proporcionar a cada pessoa não só saúde como bem estar.

Algumas dicas são tão importantes e tão divulgadas pela mídia que muitos pensam conhecer o suficiente sobre o assunto. A diferença consiste em saber como interpretar as informações, investigando se são obtidas por meio de fontes sérias (e sem fins lucrativos) e em assegurar que a teoria se converta em bons hábitos.

Considero a palavra chave “bom senso”, um excelente marcador para ações pró ativas, pois há muita controvérsia nos resultados das pesquisas e os conflitos se tornam inevitáveis. A pessoa ao sentir insegurança ou medo pode não reagir e ficar estagnada a ponto de não captar os benefícios das possíveis mudanças.

As sugestões mais saudáveis incluem os itens relacionados abaixo e outros temas, que serão abordados ao longo da apresentação de futuros textos, a saber:

- A ingestão de água alcalinizada  indicada para manter o pH do sangue básico e impedir a proliferação de doenças, assim como a ingestão de sucos naturais de frutas (de preferência orgânicos e da estação) e de alimentos ricos em nutrientes, fibras, sais minerais, evitando o excesso de gorduras saturadas (como as frituras em geral).

- A permanência em ambientes limpos, arejados, silenciosos, próximos à natureza, sem os ruídos intensos e desagradáveis, responsáveis pelo alto nível de estresse.

- A prática de respiração adequada, de forma mais lenta e ritmada para levar maior quantidade de oxigênio às células.

- A exposição ao sol mediante protetor solar (em horários mais adequados, como no início da manhã ou no final da tarde) auxilia na reposição da vitamina D, tão importante para a assimilação do cálcio pelo organismo e combatendo a osteoporose, principalmente nas mulheres em menopausa.

- A prática da atividade física orientada e regular, pelo menos 3 vezes por semana, uma hora por sessão, ajuda a evitar e/ou controlar as doenças hipertensivas, colesterol e triglicérides elevados, o diabetes, a depressão e doenças de fundo emocional, também causadas pelo estresse.

- A prática de atividades de lazer e de prazer, desde passeios, viagens, namoro, até as intelectuais, como ler um bom livro ou fazer um curso, auxiliam no aumento da produção de endorfinas, que  estimulam o sistema imunológico e a memória.

- A integração e o bom relacionamento da família, dos amigos, na vida social e espiritual, a doação de algumas horas para um trabalho voluntário são aspectos importantes e complementares do bem viver.

- O planejamento de metas e objetivos movem os sonhos, as esperanças e contribuem para as decisões mais assertivas relacionadas a todas as áreas do ser humano.

Para aqueles que possuem algumas doenças instaladas, além de continuar com o tratamento convencional orientado pelo médico, podem buscar ajuda complementar. Com o tempo e a gravidade de cada caso, algumas pessoas chegam a se libertar da doença e passam a ter uma vida melhor e mais feliz.

Ao longo da história os aspectos positivos do processo do envelhecimento foram incentivados inclusive por um influente político da República Romana, jurista, orador, filósofo e escritor: Marco Túlio Cícero.  Em sua obra “Saber Envelhecer”, considerada uma das mais importantes e influentes na literatura latina e na cultura ocidental, defendia a tese de que a "arte de envelhecer" é encontrar o prazer que todas as idades proporcionam, pois todas têm as suas virtudes e, em “A Amizade”, apresentou um tratado definitivo sobre a fraternidade e as relações sociais.

Portanto, o envelhecimento não é sinônimo de doença e sim um processo natural. Nós podemos e devemos fazer a nossa parte e deixar um bom exemplo para as próximas gerações.

 

Ângela Schiezari Garcia

CREF 000690-G /SP - CREFITO 162573-F

Educadora física e fisioterapeuta

Terapeuta Floral - Joel Aleixo

Osteopata, terapeuta self-healing e de leitura biológica

 

Studio Prátik – Rua Pedro Vaz, 291 – Centro

São Roque – SP – CEP: 18130-490

Fone: (11)4784-6289

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.