Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

Thiane Ávila

Estudante de comunicação social, já atuou como professora de Língua Portuguesa e Inglesa. Seu gosto pela escrita foi percebido e trabalhado desde muito cedo, levando-a a, hoje em dia, manter um blog pessoal com postagens regulares de textos autorais.

Ver todas as colunas

O sotaque das intenções



Meus formatos são orvalhados e castanhos. Tenho hábitos de imediatismo, combinados com a mansidão do peito que sabe que tudo tem o momento oportuno de ser. Nas horas que passam, vejo, no tempo, a bagagem áspera de lágrimas recolhidas pela terra e de sensações guardadas nos braços do vento.

Meus dias são de configuração azul celeste. Pairam pelo ar as concretudes de uma fruição tão bem-vinda quanto necessária. É que eu tenho quedas por sensibilidades densas, daquelas que andam de mãos dadas com o sereno da noite, a iluminar as mentes cansadas de fim de dia. Ah, se todos soubessem identificar o sotaque das águas e os recados da terra. Se pudessem ouvir a oração das nuvens, em procissão silenciosa para preparar-se para o seu esvaziamento.

A natureza toda está acostumada com os ciclos que perpassam sua ontologia eterna. Seus filamentos de vivência são a prova necessária para seguir viagem rumo ao destino das suas próprias desestruturas. A todo o momento, sendo para deixar de ser e deixando de ser para continuar sendo. As orquestras sempre estão prontas para emergir o balanço de nossas trilhas ancestrais. As memórias já elaboradas sussurram em nossas preces o balanço de tudo o que já fomos, confirmando as possibilidades de identificarmos o sotaque das origens e das intenções.

Sou uma apanhadora de silêncios. Uma detetive de rastros não ditos, sempre tão enérgicos e esclarecedores aos olhos atentos. Quem aprende a decifrar a abundância de sua própria aparelhagem entende que há valor inestimável nos vazios de cada existência. Ecos providenciais para as manjedouras dos minutos, que nos penalizam, de forma maternal, quando rompemos a atenção ao presente. Minha aparelhagem foi concebida junto às engrenagens tortas das linhas estabelecidas como início, meio e fim. Saí avessa aos contratos e às alegações, com parafusos extras de quietude e reverência ao movimento inteligente dos questionamentos capazes de mobilizar céus e terras.

Não sou de palavras desperdiçadas. Gosto de brincar com a estrutura de suas conformações possíveis, fazendo poesia sem moderação e colocando hiperbolismos nas nascentes da paz. Sempre pensei que, para substituir o ressoar do vento e o barulho macio das águas que correm, é preciso que valha muito a pena. O poder das palavras é tão estarrecedor quanto dúbio. Tão impulsionador quanto paralisante. É por isso que as irresponsabilidades de uso são as gravidades mais covardes que se pode cometer. É melhor que se tenha compostura com a indulgência dos termos.

Queria que minha voz tivesse a arquitetura dos cantos. Ao ressoar com verdade, levar ao mundo os ritmos emocionados de uma existência que está sempre transbordando. Não vejo saída senão seguir insistindo na arte, estudando o sotaque do vento e decifrando a língua das noites. Quem sabe assim, próxima do sotaque das intenções, amanheço em vantagem sobre o novo, a compactuar, de forma totalmente consciente, com a evasão dos sentidos como provocação à calmaria. De calmas e de remansos, que nossos interiores, sempre a questionar, estejam cheios.

 

THIANE ÁVILA.

 










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.