Quarta-Feira, 20 de Fevereiro de 2019

Murilo Mendes Maciel

Formação: Doutorado em Teologia Ministerial pela FATECBA e Licenciatura em História pela UNINTER

Ver todas as colunas

Por este simbolo vencerás



Estamos findando os dias do Ano de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo de Dois Mil e Dezesseis e os valores morais permanecem em queda grotesca na bolsa de valores de nossa cidadania. Ética e moral parecem apenas jargões positivistas de ênfase motivacional.

Surge em minha mente a figura de nossa pátria; a auriverde que tremula no mastro mais alto de Brasília. Nos idos do final do Império brasileiro, com o nosso Imperador D. Pedro II conquistando a união nacional com a vitória da Guerra do Paraguai. Único feito militar verdadeiramente brasileiro; em que um país de dimenções continentais se une em torno de um ideal - destronar um tirano e lutar a favor de sua pátria.

D. Pedro II marca a história de nossa nação com a união brasileira e a destruição do Paraguai. Ainda que mudada de imperial para republicana a nossa bandeira nacional estava certamente presente nas batalhas e tremulou com a vitória de nosso Imperador. 

A frase: "Por este símbolo vencerás".

É atribuida ao imperador romano Constantino, que tendo uma visão da cruz; manda pintar como emblema de seus soldados para conquistarem a vitória na batalha. A águia bicefálica romana que sempre esteve a frente levando as legiões a vitória; agora dá lugar a cruz. Mais tarde viria a anistia aos cristãos e a cristianização de todo o império romano por Constantino.

A figura dos imperadores supracitados - na antiguidade romana ou na recente história brasileira; tomaram do simbolo para conquistar a vitória de seus feitos militares que influenciaram todo um império. 

Hoje símbolos não podem ocupar o lugar  de Deus para aquele que professa o cristianismo; mas, são necessários para chamar o povo ao patriotísmo. A Bandeira e o hino Nacional Brasileiro parece que só são lembrados nas partidas de futebol. 

Ética, moral, e civísmo parece que cairam no mar do esquecimento juntamente com a religião e os bons costumes. O senso de dever, o respeito as autoridades, o temor de Deus; a defesa da constituição cidadã (como a chamava o doutor Ulisses). Ficaram no passado. Pois; a prática cotidiana é oposta a tudo isso. 

A Bíblia Cristã diz que "Toda autoridade foi dada por Deus". Olhemos para a frase de nossa Bandeira Nacional - Ordem e Progresso; e sobre a proteção de Deus; sigamos em frente vitoriosos, construindo nossa gigante nação continental.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.