Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019

Marcelo Hindi

Marcelo Hindi é livre pensador (filósofo), Professor e Escritor. Apaixonado por livros, teatro e bom papo, está sempre com a cabeça pipocando de ideias sobre viver bem, bom humor, amizade e amor. Entusiasta da espiritualidade inata e presente em todas as culturas, pesquisa e estuda os mais variados assuntos e é colaborador do STUM, colaborador e colunista de Jornais­, autor do Blog ZerandoKarma e autor de textos avulsos espalhados pelos mais variados meios. Pacifista e conciliador, acredita que todos somos parte de uma nação ética chamada Planeta Terra.

Website pessoal: Terapia Viver Bem

Ver todas as colunas

Quando ‘Você’ voltou ao Lar (“Ansiedade, não te escuto mais”)



Um sentimento de tensão e “aperto” afligiam Você naquele momento...  o movimento afobado ocorria , antes de qualquer outro, na mente: os pensamentos agitados por um sentimento de emergência, de gravidade – ainda que imediatamente injustificável – sabotavam qualquer tentativa de pacificação da emoção. Preocupação, temor, ansiedade...

Por que você se sentia desse jeito? Objetivamente você saberia dizer? Com a mente tão agitada, explicações não faltariam; motivos para sustentar razoável explicação para o sofrimento não faltariam. Ainda assim, sofrimento... e sofrimento evitável. No fundo, bem lá no fundo, Você sabia disso...

Ainda bem! Pois ao reconhecer que o sofrimento era evitável, sua ação começou a fluir no sentido da sua pacificação. Foi desse modo que Você começou a sua fantástica jornada ao resgate de seu Prazer de Viver.

Uma verificação objetiva revelou um ‘estado externo de coisas’ e um ‘estado interno de coisas’...  Você percebeu que no seu mundo externo, o momento não encerrava ameaça real de ofensa e de dano. O sentimento associado a possibilidades de “agressão” bastava para alimentar a ansiedade.  

Assim, Você percebeu, também, que internamente, exatamente no território da mente, os movimentos desordenados ocorriam, causando estado de alerta, opressão, angústia... Pensamentos –  estados mentais – apressados, temerosos, vigilantes, controladores...  “Eis a fonte abundante dos nutrientes da ansiedade”, Você constatou, “os pensamentos carregados de significados distorcidos”.

Você notou que externamente tudo fluía bem, até. Internamente havia um conjunto de pensamentos apressados, a emoção fragilizada e aparentemente desprotegida, e o corpo revelando, pelo tensionamento, dores musculares, respiração curta, aperto no peito.

Algo precisava ser feito! Sofrimento é bem distinto do que essencialmente Você quer – a Felicidade – e bem sabemos que contentamento e paz não coexistem com sentimento de fragilidade e urgência (felicidade apressada, aflita, não é Felicidade).

Você começou fechando os olhinhos... respirou profundamente... lentamente... e percebeu o quanto a respiração calma e profunda causava alívio. Em seguida Você refletiu, sem pressa. Você fez nova verificação do mundo externo, para reconhecer quais os verdadeiros riscos de ofensa e de dano, e considerou o que poderia ser feito acerca das possibilidades... Você separou o que cabia a Você fazer, e fez, do que não competia a você e delegou (a quem competia: pessoa, ou até mesmo à Deus, Vida, Fluxo)... E confiou.

Objetivamente, Você percebeu que não era tão grande assim a urgência... na verdade nem havia urgência... e pôde relaxar... viver o seu momento, livre da tentativa de controlar o que independia de Você.

Você sentiu , por um momento, que tudo estava bem... e conservou esse sentimento... pensando sem pressa, respirando calma e profundamente...e assim, Você reaprendeu a desfazer seus nós emocionais... e a relaxar... e retornou ao seu Estado Essencial – seu Lar –, que é a suavidade, a Paz e o contentamento, a Graça.

Que bom! Eu tinha essa mesma certeza que tenho agora, Alma Amiga: que sua escolha de ‘Sentir Alívio’ faria toda a diferença!

Um forte abraço

Marcelo Hindi – Professor e Psicoterapeuta Holístico

contato@terapiaviverbem.com.br

www.terapiaviverbem.com.br











Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.