Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019

Mirlanda Sousa da Costa

Caboquinha de Manaus- AM, Bacharel em Sistemas de Informação pela Faculdade Metropolitana de Manaus -
FAMETRO, pós- graduanda em engenharia de produção. Tem experiência em suporte de computadores, instrutoria em Informática pela Fundação Rede Amazônica. Gosta de ler sobre tecnologia, desenvolvimento profissional e pessoal. publicou alguns artigos sobre tecnologia e é colunista em outros sites. Acredita que a melhor forma de mudar o mundo, é melhorar a si mesmo.

Ver todas as colunas

Sites ou Aplicativos: Qual o melhor para sua empresa?



        

      Muitas empresas, de diferentes segmentos, têm investido na internet para tornar cada vez mais conhecida sua marca. Isto é possível, graças ao advento da web que revolucionou a forma como as pessoas se comunicam entre si. Porém, para que a web se tornasse uma ferramenta de pesquisa acessada mundialmente, ela só foi utilizada para tais fins há pouco tempo. “Ao longo dos últimos anos, a Tecnologia Web foi evoluindo de forma a incorporar novos recursos e novas funções, deixando de ser apenas um mecanismo de acesso a um grande repositório de documentos eletrônicos” (Junior & Vidal, 2005). Atualmente, pelo crescente número de usuários na internet, as empresas têm investido significativamente para atrair seu público-alvo. E isto vai além do que atrair possíveis clientes, pois devido a tantos aparatos tecnológicos disponibilizados, é imprescindível que as empresas estejam inseridas neste meio.

        É possível visualizar, através de sites, o anúncio de diferentes produtos e serviços, o que torna o processo de compra e venda muito mais rápido e produtivo. Porém diversas companhias têm investido também em ferramentas que se tornaram tendência recentemente, como os aplicativos.

        Os aplicativos tem sido um fator indispensável no nosso dia a dia. Devido a portabilidade que os aparelhos de celulares oferecem, tornou-se possível o acesso a diferentes serviços e recursos através dos apps. Antigamente, o que era possível acessar somente em frente a tela de um computador, hoje já se pode realizar diversas atividades na frente do celular mesmo. Tanto aplicativos como sites, ambos podem obter as mesmas funcionalidades, e devido a essa versatilidade, muitas empresas se sentem confusas ao optar por sites ou aplicativos para agregar valor ao seu negócio. Opiniões se dividem ao afirmar que ainda são os sites, o maior canal de comunicação para alcançar pessoas, outros afirmam que são os aplicativos que estão em “alta”, e os sites, uma solução que deu certo no passado.

        Na verdade, ao se tratar de tecnologia, pelo constante desenvolvimento que ela possui, novidades surgem todos os dias. E diante disso, muitas pessoas se confundem ao acreditar que o que foi desenvolvido hoje, por exemplo, substitui o que foi desenvolvido há um tempo. Porém, diferentes aplicações advêm para suprir necessidades específicas e não para se extinguirem entre si. Salvo exceções. Soluções como sites e aplicativos, apesar de serem capazes de obter funcionalidades semelhantes, possuem algumas especificações que vale a pena considerar no momento de optar por um sistema web ou mobile. Mas que quesitos se devem considerar para optar pelo desenvolvimento de um site ou app? Na verdade, se torna fundamental conhecer o perfil da empresa e o ramo em que a mesma atua.

        O conhecimento do perfil de uma empresa é de suma importância para que se possa escolher corretamente uma ferramenta de comunicação que supra de forma mais completa as necessidades que ela possui. Vale ressaltar que, a contratação de serviços como site ou apps depende muito da situação financeira de uma empresa, pois não vale a pena investir em aplicações de alta performance se não haverá de retornos lucros e reconhecimento abrangente da marca. Em seu website, André Cintra afirma que “Se não há necessidade em investir em um aplicativo mobile, tenha certeza de que o site responsivo acabará por atender todas as suas necessidades. Além de você economizar, poderá investir um valor considerável para deixá-lo visivelmente agradável para o público”. Caso um site não corresponda como se espera, e se deseja adicionar alguns serviços que vão além do que as aplicações web oferecem, vale a pena começar a idealizar aplicações móveis. Diante disso, Cintra afirma que apesar das inúmeras vantagens, investir em aplicativos só se torna algo rentável em situações específicas, ou seja, quando a empresa não consegue cumprir seus objetivos completamente através de um site responsivo, gerando outros tipos de demanda.

        Diante os fatos, desmitifica-se a ideia de que os sites são defasados e que os apps são o “rei da floresta”. Na verdade nem um ou outro. Sempre opte pela solução que melhor se adequa as necessidades da sua empresa e que oferecem resultados mais satisfatórios. Se a empresa em que atua, são necessários serviços de geolocalização, jogos interativos, acesso à câmera, ou um constante acesso pelos usuários, opte pelas aplicações móveis. Caso contrário, opte pelos sites responsivos, e atualize suas estratégias de acordo com o surgimento de suas necessidades.

 

BIBLIOGRAFIA

Post Digital. Disponível em: <http://www.postdigital.cc/blog/artigo/mobile-site-ou-aplicativo-qual-a-solucao-ideal > Acesso em 17/10/2017

JUNIOR, Z. A. L. , VIDAL, R. G. A. Construção de sistemas de informação baseados na Tecnologia Web. São Paulo. 2006










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.