Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019

Vorneis de Lucia

Vorneis de Lucia é Consultor, Palestrante, Ambientalista, Pesquisador em Agroecologia e Presidente do Instituto de Pesquisa Aplicada Pro Humanitas.
www.prohumanitas.org.br

Ver todas as colunas

Venenos cotidianos: quem são eles?



                        Eles são muito eficientes, nos ajudam a combater as doenças e as pragas. São utilizados na agricultura, nas hortas residenciais, nos jardins, nas residências e condomínios. São encontrados em diversas formas, como Herbicidas, Fungicidas ou Inseticidas, nos protegem contra os insetos devoradores de nossas plantas e que tanto nos incomodam no dia a dia.

                Sua utilização é cada vez mais frequente no combate às pragas mais comuns, tais como: ratos, baratas, pernilongos, lesmas, lagartas, aranhas, insetos de todo o tipo. Tanto a lavoura como as residências, inclusive condomínios, abrem suas portas para a entrada destas substâncias tão eficientes que não se limitam a exterminar aquilo que nos incomoda.

                É muito complexo avaliar o impacto destes agentes químicos colocados na natureza, mas já foi identificado por diversos estudos científicos que as aves e os peixes têm sofrido com deformações, cancro e problemas do sistema nervoso, reprodutivo e imunitário, mutação genética e até a morte.

         Já estão presentes na água, no ar, na terra, nas plantas ornamentais e nos alimentos. Entram na cadeia alimentar e vão parar no nosso organismo, no organismo de nossos bichos de estimação e em toda a fauna. Sua presença pode ser percebida no curto prazo, quando a exposição é grande, ou no longo prazo, quando a quantidade é menor, e certamente um dia você irá descobrir o quanto eles estão presentes em sua vida.

                Não importa o quanto você utilize, se pouco ou muito, todos são dotados de substâncias tóxicas que os tornam eficazes na luta contra as pragas. Mas eles não matam somente as pragas, matam também os insetos e animais predadores delas, causando um desequilíbrio ambiental que resulta no aumento ainda maior das pragas por falta de agentes combatentes, entrando assim em um consumo exponencial destes venenos.

                Os seres humanos estão tão expostos a estas substâncias que fica difícil de identificar a origem dos efeitos mais graves. Formam um coquetel tóxico que se infiltra em todas as formas de vida causando danos muitas vezes irreversíveis e cumulativos.

                Os estudos científicos têm comprovado que a exposição às substâncias tóxicas provenientes dos Herbicidas, Fungicidas e Inseticidas tem provocado diversos problemas à saúde humana, tais como: distúrbios reprodutivos e no sistema nervoso, problemas neurológicos, respiratórios, hepáticos, tumores malignos, alergias, entre outros.

               

 

                           Então, o que fazer?

               

 

                  Existem métodos orgânicos de combate às pragas que são eficientes e não causam danos à natureza e à nossa saúde. Muitas vezes, seja por desconhecimento destas técnicas e/ou pela tentação da rapidez e facilidade que oferece o produto químico, acabamos abrindo mão de nossa segurança por um caminho mais curto. Afinal, por que usamos produtos químicos se existe solução orgânica?

 

Instituto de Pesquisa Aplicada Pro Humanitas

Especializado em soluções orgânicas

www.prohumanitas.org.br










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.