Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

Marcelo Hindi

Marcelo Hindi é livre pensador (filósofo), Professor e Escritor. Apaixonado por livros, teatro e bom papo, está sempre com a cabeça pipocando de ideias sobre viver bem, bom humor, amizade e amor. Entusiasta da espiritualidade inata e presente em todas as culturas, pesquisa e estuda os mais variados assuntos e é colaborador do STUM, colaborador e colunista de Jornais­, autor do Blog ZerandoKarma e autor de textos avulsos espalhados pelos mais variados meios. Pacifista e conciliador, acredita que todos somos parte de uma nação ética chamada Planeta Terra.

Website pessoal: Terapia Viver Bem

Ver todas as colunas

Vivemos duas vidas: A que acontece e a que fazemos acontecer



O propósito é um fator de estímulo muito poderoso, para que vivamos os nossos dias, com forças renovadas, disposição e foco. O propósito é como o norte para o qual dirigimos nosso olhar para nos guiarmos. Precisamos de um sentido, certa motivação, para que a cada manhã quando sairmos de nossos leitos, possamos nos mover com vontade, com energia. Contudo, à medida que nos deixamos envolver pela rotina que seguimos, pelo dia a dia, perdemos o foco e acabamos mecanizando nossos próprios passos, e desse modo, sentimos que o viver é difícil, cansativo, desestimulante.Cada dia é um novo dia, e cada novo dia carrega em si um sem fim de possibilidades. Só por essa razão já seria mais fácil seguir em frente. Mas queremos algo mais, desejamos algo mais. Sentimo-nos incompletos, e associamos nosso pesar para viver aquele dia àquela ou aquelas condições que se encontram insatisfeitas. É a desmotivação condicionada aos desejos não satisfeitos. 

Qual é a melhor alternativa quando percebemos que a força de nossos desejos está nos deixando pesados? Primeiro: perceba que a força do desejo pode se mostrar como algo que o deixa leve ou que pode afundá-lo, dependendo do como você encara o desejo, se com desesperança e frustração, um peso nas costas; se com esperança e entusiasmo, você ganha asas. Segundo: utilize um tom realista para lidar com desejos, expectativas e até mesmo sonhos: saiba distinguir o que está ao seu alcance do que não está, e dirija sua força espetacular àquilo que está ao seu alcance. Àquilo que nos escapa das mãos, a esperança, a fé, a confiança na vida, em Deus, são a melhor alternativa.

Há mais: A vida é o que acontece e o que deixamos acontecer. Já sabemos bem: nem tudo depende de nós. Por isso, às vezes é válido um quê de realismo e maturidade -que todos nós temos- para identificar o que estamos carregando como expectativas, que já não nos serve de foco para progressos, e que pesa. Ou seja, precisamos saber renunciar àquilo que desejamos e que se mostra totalmente contraproducente. Esse é o território do desapego do desejo. É difícil, mas totalmente praticável. Você pergunta: "esse desejo que sinto frustrado e insatisfeito, é válido? Hei de me guiar por esse desejo ou ele se transformou em um lastro a pesar no meu coração?". Sim, pesa, você conclui. Então, desapegue-se e entregue ao Universo. Confie. Não, não pesa, é a sua resposta. Então, confie e dirija sua atenção ao que pode fazer e o restante, deixe para a esperança cuidar. 

E a vida, amigos, é aquilo que acontece. Aprender a aceitar nos fortalece. Nos liberta da obrigação de ter tudo sob controle. É o que acontece e vamo-nos guiando como a um automóvel superequipado, desviando dos obstáculos, acelerando e desacelerando quando preciso, reconhecendo as ladeiras a subir, a descer, as curvas acentuadas, os tão importantes traços bem sinalizados de não ultrapassagem. Mas o mais importante: nos movermos, sempre. A parada estratégica ocorre em movimento. É a reflexão que se faz para escolher a melhor direção quando nos percebemos diante de um desdobramento de nossos caminhos, uma bifurcação. Mas sempre nos movemos, sempre. Jamais podemos parar. Assim, estaremos em sintonia com o Todo, que é movimento. O fluir da vida é um dinâmico movimento ao qual nos adaptamos ou tentamos resistir. A escolha mais sensata é seguir em harmonia com o fluxo.

Lembre-se de determinar, a cada novo dia seu propósito, sua motivação para aquele dia. Sinta a disposição de viver a vida que acontece e energia extra para realizar a vida que você faz acontecer. Lembre-se com entusiasmo de que seu dia carrega, nas entrelinhas, um sem fim de possibilidades. Seja um sábio aprendiz e mestre na vida: saiba aprender e se adaptar, viva a vida que acontece e realize a vida que toda a gente faz acontecer. Aprender e se adaptar atenua e até elimina sofrimentos. E sua mestria, você exerce usando sua sabedoria interior para fazer escolhas, tomar decisões, perceber quando é hora de se conduzir e quando é hora de se deixar conduzir. Se como eu, você acredita em vida futura, considere a decisão mais sensata aprender sobre a vida antes da morte, para depois aprender sobre a vida após a morte. Afinal é agora que tudo acontece. Um grande abraço e ótima semana.

Marcelo Hindi – Professor e Psicoterapeuta Holístico 

contato@terapiaviverbem.com.br 

www.terapiaviverbem.com.br 

 










Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.