Quinta-Feira, 21 de Março de 2019

18/2/2019 - Jundiaí - SP

Até a noite de sábado (16), Jundiaí registra 136 mm de chuvas




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí

Desde a noite deste sábado (16), até a manhã de hoje, o município de Jundiaí não registrou mais nenhuma ocorrência relacionada às chuvas. Segundo a Defesa Civil, até às 21h de ontem, foram registrados 136 mm de volume de chuva, quantidade esperada para 16 dias, considerando a média histórica do mês de fevereiro dos últimos 7 anos. Este volume de água registrado pelo CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) classifica Jundiaí como “estado de atenção”, conforme o Plano Preventivo de Defesa Civil – Operação Chuvas de Verão decretado pelo prefeito Luiz Fernando Machado. O Plano considera o período entre 1º de dezembro 2018 e 31 de março de 2019.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, Coronel Gimenez, o último chamado atendido na noite de sábado por sua equipe foi no Jardim São Camilo, onde foi realizada uma vistoria em um muro parcialmente rompido, na Viela Caraguatatuba. A família passou a noite na casa de vizinhos e, na tarde desta segunda (18), será atendida pela Fundação Municipal de Ação Social (FUMAS), para análise do caso. Além desta ocorrência em questão, desde a madrugada anterior a Defesa Civil fez várias vistorias em residências onde constatou-se quedas de muro e uma interdição total, no Parque Cidade Jardim, onde a lama invadiu o imóvel e os moradores tiveram de ir para a casa de familiares.

Trabalhando em conjunto com a Defesa Civil também segue a equipe da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), tratando da limpeza das ruas e retiradas de árvores caídas. “O baixo número de ocorrências diante de um volume tão grande de chuvas, o maior do Estado até o momento, só evidencia que os órgãos municipais estão trabalhando de forma integrada e identificando riscos potenciais de problemas”, ressalta Gimenez. “O levantamento prévio e o mapeamento de áreas a sofrerem interferências, aliado à realização de ações e limpezas de córregos, desassoreamento de rios, limpeza de galerias e bocas de lobos, além da execução de obras preventivas e necessárias, resulta em menos ocorrências diante de fenômenos de chuvas fortes como os dos últimos dias”, acrescenta.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.