Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020

25/5/2011 - Jundiaí - SP

ECO Jundiaí 2011 - Miguel Haddad anuncia criação do Consórcio Intermunicipal da Serra do Japi




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

O prefeito Miguel Haddad anunciou na tarde desta terça-feira (24) a criação do Consórcio Intermunicipal da Serra do Japi, envolvendo as cidades de Jundiaí, Cabreúva e Cajamar. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa sobre a EcoJundiaí 2011, no gabinete do Prefeito.

Além do prefeito, os secretários Jaderson Spina, do Planejamento e Meio Ambiente, Carmelo Paoletti, de Comunicação Social, o superintendente da DAE, Wilson Engholm, e Renata Freire, diretora de Planejamento e Meio Ambiente também participaram da coletiva.

A edição desse ano, que terá início nesta quinta-feira (26) e termina dia 6 de junho, prevê a realização de uma série de palestras dos principais agentes responsáveis pelas discussões de temas ambientais na esfera local, regional e estadual, além dos representantes da sociedade civil. Um seminário para tratar da importância da conservação de florestas, assim como ações educativas e de conscientização ambiental de estudantes, também estão programados. A agenda de eventos programada para a EcoJundiaí 2011 prevê ainda o anúncio de políticas públicas voltadas para ampliação de ações de preservação da Serra do Japi.

 

A criação do Consórcio Intermunicipal formado pelos municípios de Jundiaí, Cabreúva e Cajamar para preservação da Serra é visto como um dos pontos fortes da programação. Na ocasião, a Prefeitura de Jundiaí anunciará a assinatura de decreto de desapropriação de terras particulares na Serra do Japi: cerca de 500 mil m
2 de área desapropriada serão incorporados à área de gestão da Serra tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arquitetônico, Artístico e Turístico).

Trabalho conjunto


Para o prefeito Miguel Haddad, a meta principal da iniciativa é apresentar as novas ações desenvolvidas pela prefeitura que visam dar continuidade e ampliar o processo de preservação ambiental, principalmente nos temas relacionados à Serra do Japi. “A EcoJundiaí 2011 pretende amplificar a conscientização ambiental da população e mostrar que a Serra do Japi está mais conservada atualmente do que há 20 anos”. Miguel afirma que a principal ação do Consórcio é a realização de um trabalho conjunto entre as cidades participantes. “A Serra do Japi não pode ser tratada de forma isolada. Cada cidade tem um trecho, uma realidade, com diferentes objetivos. O consórcio visa, então, uma ação comum: de preservação, quer contra desmatamento, incêndios ou invasões. O consórcio vai criar uma forma ainda maior para se reivindicar a atuação do Estado neste processo. Ou seja: o consórcio não envolve só as cidades participantes, mas também o Governo do Estado.”


Para o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Jaderson Spina, é importante a participação da sociedade na EcoJundiaí. “Vamos organizar palestras em pontos diferentes da cidade, envolvendo entidades, estudantes e a população em geral, interessada no meio ambiente.” Já Wilson Engholm lembrou que a partir do próximo ano as entidades é que devem organizar o evento e a Prefeitura entrar apenas como apoiadora. Miguel Haddad lembrou que, no ano passado, durante a realização da EcoJundiaí 2010, foi lançada a campanha das sacolinhas plásticas. “Hoje, Jundiaí é referência em todo o Brasil. O Estado vai acabar com as sacolinhas plásticas a partir do início do ano que vem e já tem capitais brasileiras aderindo à campanha”.


O ciclo de palestras organizado pelas Secretarias de Planejamento e Meio Ambiente, Serviços Públicos e DAE começa em 26 de maio com a presença da Dra. Wanda Maldonado, da Fundação Florestal e Secretaria Estadual do Meio Ambiente. A apresentação da Dra. Maldonado está prevista para 18 horas, no Paço Municipal, e abordará o tema “Mosaico de áreas protegidas: conceito e implicações”. A diretora de Meio Ambiente, Renata Freire, aborda, em 30 de maio, a gestão ambiental da cidade em evento programado para 8h30 na Faculdade de Medicina de Jundiaí. No mesmo dia, porém às 19h30, o desembargador da Câmara Especial do Meio do Ambiente do Tribunal de Justiça de São Paulo, José Renato Nalini, trata de ética ambiental na Faculdade Padre Anchieta. As ações ambientais no município serão apresentadas em 6 de junho, às 14h50, pelo secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Jaderson Spina, na FATEC.


O seminário “Conservação das Florestas: a importância dos Jardins Botânicos, Fragmentos e Remanescentes Florestais” está programado para 4 de junho no auditório do Parque da Cidade, em comemoração ao ano internacional das Florestas, instituído pela ONU. Ao todo, serão realizados dez (10) painéis para tratar de vários assuntos, como o polêmico Código Florestal, que será abordado pelo professor do Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal da ESALQ/USP, Dr. Ricardo Rodrigues.


Para incentivar a educação e conscientização ambiental, a pasta de Planejamento e Meio Ambiente lança o EcoBus: Educação Ambiental Itinerante nos Bairros. O ônibus adaptado percorrerá os bairros da cidade para incentivar práticas em prol do meio ambiente entre crianças, jovens, adultos e idosos. O projeto está organizado em duas fases – sensibilização para os temas e conteúdos ambientais em clima lúdico para posterior formação de agentes ambientais locais sobre conceitos e práticas de conservação e uso sustentável de recursos naturais.

  • TAMANHO DA LETRA   - A / A+

  •  IMPRIMIR NOTÍCIA

  •  COMUNICAR ERRO



  • Comunicar erro nesta notícia

    Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


    Enviar esta notícia por email