Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

14/3/2011 - Jundiaí - SP

Investimentos em Jundiaí já superam R$ 200 milhões




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

O ano começou bem para a economia jundiaiense. Apesar da pouca movimentação empresarial, característica do período pré-carnaval, Jundiaí já computa R$ 238 milhões em investimentos anunciados até o momento. Na geração de empregos os números de janeiro, são recordes, se comparados com o mesmo período de 2010: 817 empregos gerados este ano, contra 769, no ano passado.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ari Castro Nunes Filho, avalia que os números demonstram a força da economia local e que, mais que isso, refletem os investimentos que tornam a cidade competitiva e, consequentemente, atraem mais investimentos. “A qualidade da nossa mão de obra é outro fator que alavanca a vinda de novas empresas e geram emprego e renda para a cidade. Nestes primeiros meses, já recebemos várias empresas interessadas em investir na cidade e ampliar seus negócios”, destacou.



Apesar dos números positivos, Ari Castro criticou a atuação do governo federal na tentativa de frear o ritmo da economia. “O governo federal vem empreendendo esforços para reduzir o ritmo da atividade econômica, investindo aquém das necessidades do País. Isso tem pressionado os índices de preço e obriga o governo, no final das contas, a frear, voluntariamente, o ritmo da economia”, analisou.


2010: duplo recorde


Ari Castro avaliou positivamente o duplo recorde em 2010: nos investimentos anunciados e na geração de empregos formais. De acordo com ele, o forte crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano passado, de 7,5%, foi acompanhado, em nível local, por vigoroso movimento de produção, contratações e investimentos.


Em 2010, os principais investimentos anunciados no município atingiram R$ 900 milhões alavancados pela movimentação do Jundiaí Shopping; Siemens; Chemetall do Brasil; Exal; Bodycote Brasimet; GVT; Linde Gases; Telefônica, entre outros. 


Acompanhando este movimento, o saldo da geração de empregos formais atingiu 11.604 empregos formais, um novo recorde, suplantando o melhor resultado de Jundiaí, que era de 2007, quando o saldo havia sido de 11.307 empregos gerados. “Vamos detalhar melhor estes resultados na próxima edição do Observatório Econômico e Social de Jundiaí, que será concluído nas próximas semanas”, adiantou Ari Castro. 


Para o secretário, os números confirmam o dinamismo da economia jundiaiense, ancorada na economia diversificada, localização e infraestrutura privilegiada dentro do Estado e do País.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.