Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

9/10/2017 - Jundiaí - SP

Jovens da região do São Camilo prestigiam Feira de Profissões




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí

A escolha da profissão é um dilema que afeta quase a totalidade dos estudantes que ainda não chegaram ao mercado de trabalho. Para contribuir um pouco com este momento tão importante, foi realizada na manhã deste sábado (7) a 4ª edição da Feira de Profissões na Escola João Batista Curado, no Jardim Tarumã, voltada para alunos do 9° ano do Ensino Fundamental, 3° ano do Ensino Médio, e também para quem interrompeu os estudos, mas deseja retomar a formação profissional.

A chuva acabou sendo responsável por transferir todas as atividades que seriam realizadas na quadra para o interior da escola, entre pátio e salas de aula. “Estamos contentes com a presença não só dos nossos alunos, como também os que são das outras escolas aqui da região do Jardim São Camilo, que encararam a chuva e vieram prestigiar a Feira”, comentou Edneia Martinez, diretora da escola que sediou o evento pelo terceiro ano consecutivo. “O objetivo é reunir faculdades, cursos técnicos e outros assuntos que interessem ao jovem que está prestes a entrar no mercado de trabalho”, comentou, lembrando que o evento é uma ação idealizada pela Rede, que reúne representantes de diversos segmentos da sociedade e também do poder público.

Apresentações de dança, coral, oficinas de grafite, informações sobre primeiro emprego, cursos profissionalizantes (inclusive, muitos gratuitos), testes vocacionais, show de maracatu e do canil da Guarda Municipal foram apenas algumas das atrações que rechearam a programação da Feira, que terminou no meio da tarde. Algumas das instituições que estavam presentes no evento eram FATEC, ESEF, USP, CIEE, Escola da Família, Cursinho Chico Poço, Associação de Educação do Homem de Amanhã (Guardinha), CRAS e UBS São Camilo, Senac, Senai, Faculdades Anhanguera, entre outras.

Presidente do Grêmio Estudantil da João Batista Curado, onde cursa o 2º ano do Ensino Médio, o aluno Edjilson Marques da Silva, de 16 anos, é o primeiro a incentivar os colegas a participar da Feira de Profissões. “Eu já tive dúvidas sobre qual carreira seguir, mas este ano, decidi fazer em paralelo o curso técnico em Edificações do ETEVAV. Pretendo seguir algo na área de Engenharia, mas tenho muitos amigos que ainda não sabem o rumo a ser tomado, então, participar da Feira de Profissões pode ajudá-los bastante”, conta o jovem, tido pelos professores como aluno exemplar e muito dedicado.

Apoio das instituições de ensino da cidade
Para Nádia Taffarello, gestora da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), a unidade representante da administração municipal neste evento, a Feira de Profissões é o exemplo de uma ação conjunta que traz muitos benefícios à comunidade. Em contrapartida, ela também convoca uma maior participação das instituições de ensino da cidade.

“É muito difícil realizar algo no território da vulnerabilidade e, quando ocorrem ações positivas como esta, precisamos contar com o apoio de todos”, destaca, lembrando que a próxima Feira de Profissões já tem local certo para ser realizada. “Nos próximos meses, estaremos levando este mesmo evento para o Jardim Novo Horizonte e esperamos que tanto a adesão das faculdades da cidade, quanto a presença dos estudantes da nossa rede de ensino, seja ainda maior.”



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.