Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020

18/5/2011 - Jundiaí - SP

Jundiaí recebe pedido para abastecer Várzea Paulista




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

A Prefeitura de Jundiaí recebeu na tarde dessa terça-feira (17) um pedido de contribuição para o abastecimento de água de Várzea Paulista. A solicitação apresentada ao prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad, pelo prefeito de Campo Limpo Paulista, Armando Hashimoto, em nome de Várzea, leva em consideração o período de estiagem verificado no período de junho a setembro. Cerca de 95% da água que abastece Várzea Paulista é oriunda do manancial campolimpense.

Modelo no país em saneamento básico, Jundiaí tem hoje um reservatório de água com capacidade para 12,5 bilhões de litros de água. Diante deste cenário e da liderança regional do prefeito Miguel Haddad, Hashimoto veio pleitear com Jundiaí 40 litros de água por segundo para a Várzea Paulista, praticamente 1/3 do abastecimento da cidade. “A liderança regional de Miguel nos motiva a vir aqui pedir esta ajuda. Hoje, enviamos para Várzea 140 litros por segundo”, explicou o prefeito de Campo Limpo Paulista. “Jundiaí nos ajudaria com 40 litros de água por segundo, por um período determinado, quatro ou cinco anos, enquanto a Sabesp faz os investimentos necessários para ampliar o reservatório de água na nossa cidade”, completou.

Miguel Haddad adiantou que vai avaliar a solicitação. “Nossa armazenagem é superior à demanda da cidade: vamos avaliar conjuntamente esta solicitação”, disse o prefeito. Para o presidente da DAE S/A, Wilson Engholm, é preciso fazer um balanço hídrico para iniciar as conversas com a Sabesp. “Numa primeira análise, Jundiaí estaria em condições de atender a demanda”, destacou.


As condições anunciadas por Engholm se referem à capacidade de armazenamento da cidade que é de 12,5 bilhões de litros de água. “Com essa capacidade, conseguiríamos atender uma cidade com 600 mil habitantes”, analisou, um valor bem abaixo da população da cidade que segundo o Censo 2010, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é de 370.251.


Após as análises e conversas entre as duas S/A – DAE e Sabesp – Jundiaí, segundo o prefeito Miguel Haddad, Jundiaí forneceria água até a divisa com Várzea. “A partir daí, a Sabesp faria a distribuição da água pela cidade”, explicou. "E isto só é possível porque as duas empresas, DAE e Sabesp são Sociedade Anônima. Será um acordo comercial entre as duas empresas", completou o prefeito.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.