Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017

14/3/2011 - Jundiaí - SP

Mulheres de valor são homenageadas pela Prefeitura




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

Vinte e sete servidoras da Prefeitura de Jundiaí foram homenageadas na tarde desta sexta-feira (11) durante o evento Mulheres de Valor, promovido pela Secretaria Municipal de Recursos Humanos. Mulheres médicas, professoras, jornalistas, merendeiras, advogadas deixaram aflorar a criatividade e contaram, em texto, uma experiência de vida. O resultado apresentado foi carregado de emoção, exemplos de vida e determinação, mostrando, mais uma vez, a força do sexo feminino.

O evento contou com a presença do secretário municipal de Recursos Humanos, Carlos Umberto Rossi, de secretários municipais e da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Rita Haddad, que também foi homenageada. Para o secretário, a iniciativa possibilitou destacar a criatividade das servidoras, que apresentaram textos de qualidade. "Foi um resultado gratificante", enalteceu o secretário, lembrando que 2/3 dos servidores de Jundiaí são mulheres. "As mulheres hoje são a grande maioria, seja na Nação, no Estado e na própria Prefeitura de Jundiaí. Dependemos muito do empenho delas".



Maria Rita Haddad agradeceu a homenagem e destacou os desafios da mulher moderna, que hoje conta com dupla e até tripla jornada. "E muitas conseguem mostrar sua criatividade, sejam elas mãe, dona de casa, profissional realizada", disse ela, citando Clarice Lispector e Cecília Meirelles.


O evento, realizado no auditório do Ciesp, foi uma sequência das atividades preparadas pela Prefeitura para marcar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Foi a segunda edição do Mulheres de Valor que, neste ano, trabalhou o lado criativo das funcionárias. Os textos apresentados pelas 27 servidoras foram avaliados por uma comissão julgadora formada por escritores da cidade. Renata Iacovino, Valquíria Malagodi e Neizy Cardoso tiverama a missão de selecionar os seis destaques para uma homenagem especial, mas todas as participantes foram agraciadas com certificado e brindes. "Foram muitos textos interessantes, corajosos e de qualidade. As servidoras participaram e a Prefeitura investiu na escrita sem medo", ressaltou Neizy.


A médica Josyanne Rita de Arruda Franco contou sua trajetória de vida. Nascida em Macapá, ela narrou, com emoção, sua chegada a Jundiaí em 1985, o acolhimento que teve na cidade, as alegrias e tristezas. Para ela, foi uma oportunidade única de expressar a gratidão que tem pelas pessoas que a acolheram. "A minha narrativa foi um agradecimento aos meus amigos, colegas de profissão. Sem contar que esta oportunidade serviu para valorizar um trabalho silencioso das servidoras", disse Josyanne, pediatra que atua na rede municipal de saúde desde 1988.


Já a assistente social Maria Iracema Lopo, que também teve o texto entre os seis selecionados, contou uma história de superação. Ela, que teve um nódulo na mama e precisou passar por uma cirurgia radical, mostrou toda a força de vontade de viver. "Tive uma atitude de humildade perante o problema e hoje tenho mais paz interior, valorizo as coisas simples, vivo com mais intensidade e qualidade de vida. Com este texto, tive a oportunidade de contar para outras mulheres a minha história, mostrando a força de Deus e de meu anjo da guarda. Espero que sirva de exmplo", enfatizou.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.