Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018

16/4/2018 - Jundiaí - SP

Muro de proteção do São Camilo recebe as cores do grafite




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí

Uma iniciativa do coletivo de hip-hop The King´s, com apoio da Prefeitura de Jundiaí – através da Fundação Municipal de Ação Social (FUMAS) e da Unidade de Cultura e Lazer – resultou em um novo visual para os 350 metros do muro de proteção que margeia toda a nova rua do Jardim São Camilo. A terceira edição do evento “Hip-Hop na Rua é Arte” resultou numa ação com 45 grafiteiros que passaram todo o domingo (15) dando cores e traços ao muro.

“Este evento é muito importante para a comunidade, pois ressalta a cultura do hip-hop, que é a cultura de rua, e também faz a revitalização de mais um espaço dentro do bairro”, explicou Jensen Silva, integrante do coletivo The King´s e um dos organizadores do evento.

“Além dos 45 grafiteiros, também teremos 10 grupos de hip-hop se apresentando, cortes de cabelo gratuito para as crianças e distribuição de brindes”, explicou Jensen.

Solange Marques, superintendente da FUMAS, esteve no local acompanhando a pintura dos artistas. “É muito bom ver ações como essa, que envolvem o Poder Público e a comunidade. Nós, da FUMAS, temos trabalhado para que esta obra, que ligará as ruas Pedro Raiavani e Ângelo Rivelli, traga melhorias na qualidade de vida das pessoas. É gratificante ver o capricho destes artistas na pintura do muro.”

Arte e inspiração

Há 16 anos como engenheiro da FUMAS responsável pelo núcleo do Jardim São Camilo, José Cícero Araújo Novaes acompanhou a pintura desde o início da manhã. “Nos últimos dias, a construtora Versátil, responsável pela obra, fez a pintura de um fundo branco no muro de proteção para que a comunidade pudesse expressar sua arte em toda a extensão. Tenho certeza de que será uma grande e verdadeira obra de arte”.

Morador de Louveira e dono de um estúdio de tatuagem em Vinhedo, o grafiteiro Levi Fonda era um dos convidados e fez questão de trazer os filhos Samuel, de 6, e Gabriel, de 4 anos. “Para mim, o grafite é um momento de lazer e acho que ações como estas, que mostram a arte como algo que transcende os valores sociais, servem para que possamos inspirar nossas crianças”.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.