Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017

22/2/2011 - Jundiaí - SP

No AME, eles continuam a aprender




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

Sair da escola e ir direto para a casa, após um longo dia de trabalho, não faz mais parte da rotina da merendeira Margarete Aparecida e outros 600 funcionários que frequentam os cursos do programa “Arte, Movimento e Eu” (AME), criado em 2009 através de iniciativa da Secretaria Municipal de Educação e Esportes. “Faço aulas de relaxamento e alongamento, pilates, global fitnes e teclado. Agora, estou com a idéia de acrescentar o teatro à lista de cursos“, disse Margarete.

Segundo a Secretaria de Educação, o AME foi idealizado com o objetivo de garantir o desenvolvimento de experiências físicas, artísticas e psicológicas, favorecendo assim o potencial criativo, expressivo e emocional dos participantes.


Em plena segunda-feira, no AME, os funcionários podem optar pela aula de Cerâmica, Condicionamento físico ou dança do ventre. No decorrer da semana, O programa segue com as aulas de violão, artesanato, qi gong, pintura country americana, entre outras. Atualmente, são disponibilizadas 14 opções de cursos.

Entre as paredes coloridas do espaço, que está localizado no Complexo Argos, quem possui o dom de ensinar, demonstra não ter perdido a vontade de aprender. Na EMEB Maria de Toledo Pontes, a professora Suzana Moraes ensina as primeiras lições para os alunos, já no AME, ela aprende ser capaz de pintar e colocar o corpo em ação nas aulas de pilates. “É muito bom saber que aqui tenho a oportunidade de descobrir novas facetas da minha capacidade”, contou.

De acordo com a coordenadora do AME, Mônica Barbarini, os resultados da iniciativa se refletem dentro das unidades de ensino. “Na Educação, todos os projetos têm como foco principal a aprendizagem dos alunos. Ainda que o funcionário seja o púbico-alvo, o AME atende a um pedido antigo dos profissionais, que solicitavam investimentos na formação pessoal”, esclareceu. “Sem dúvida, um profissional satisfeito e valorizado trabalha com mais empenho”.

De maneira prática, Margarete serve como exemplo para atestar os benefícios do programa AME. “Por muito tempo, sentia fortes dores no nervo ciático e na coluna lombar. Com as aulas de pilates, já não preciso mais tomar remédios, o que foi de grande importância para a execução do meu trabalho”, falou a merendeira, com a ficha de renovação da matrícula nas mãos, garantindo assim mais uma temporada de cursos no AME.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.