Terça-Feira, 26 de Março de 2019

15/4/2011 - Jundiaí - SP

Para o prefeito Miguel Haddad, cidade deve muito aos evangélicos




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

O prefeito Miguel Haddad disse nesta quinta-feira (14), durante café da manhã realizado no auditório do Paço Municipal com representantes de igrejas da cidade, que Jundiaí deve muito à comunidade evangélica. Segundo ele, esse segmento tem contribuído sobremaneira no processo de formação da família, trabalhando os melhores valores e ajudando a constituir uma população de pessoas de bem. “O que seria da cidade se não houvesse as igrejas para nos ajudar?”, questionou.

O encontro foi o segundo do projeto Café da Manhã com o Prefeito, já que na edição anterior foram evangélicos também os convidados. Nesse novo encontro, estiveram presentes também algumas lideranças de bairro, que compareceram para participar de um amplo debate sobre temas variados. O vereador Enivaldo Ramos de Freiras, o Val, fez parte da mesa, juntamente com outros dois pastores e os secretários Juca Rodrigues (Casa Civil) Jáderson Spina (Planejamento e Meio Ambiente), Sinésio Scarabello Filho (Obras) e Tânia Pupo (Saúde). Além deles, o diretor da Secretaria Municipal de Trasportes, Mauro Mazzamati.



Como tem enfatizado em outras oportunidades, o prefeito Miguel Haddad fez uma comparação entre Jundiaí de anos atrás os dias de hoje, mostrando como os focos vão mudando com o passar do tempo. “Alguns anos atrás, nosso problema era a água. Hoje, temos garantia de abastecimento por décadas”, exemplificou. Da mesma forma, antigamente não se imaginava que a população veria o trânsito crescer tanto, exigindo dos gestores que se movimentem no sentido de buscar um planejamento eficaz para garantir qualidade de vida. “Isso também só se consegue com qualidade administrativa”, comentou.


O pastor Júlio Cézar Correa da Silva não só concordou com a colocação como enfatizou que essa qualidade administrativa a cidade já possui e por isso mesmo as igrejas se sentem confortáveis na condição de parceiras do governo em diversas áreas, principalmente a social. “Sabemos da consideração que a Prefeitura, na pessoa do prefeito e sua equipe, tem por todos nós”, disse. Também o pastor Gaetano Ciaramella referiu-se a essa parceria citando o Salmo 133, que apregoa que os irmãos devem viver em união. “É exatamente união que existe nesta cidade”, concluiu.


Reunião positiva


O vereador Val disse que saiu satisfeito do encontro, pois mais uma vez puderam ser discutidas questões que interessam a toda a comunidade jundiaiense e os pastores têm a missão de serem portadores de tudo o que foi discutido. “Tivemos aqui vários líderes, representando muitos bairros, cada qual com suas características, problemas e atributos e tenho certeza de que o trabalho desta administração é feito pensando no coletivo”, ponderou, ressaltando que nem sempre é possível atender a todas as demandas de uma só vez e as soluções surgem no seu devido tempo.


Com os estudantes


O auditório do Paço Municipal voltou a ser ocupado por estudantes na tarde desta quinta-feira (14). Depois do pessoal das igrejas evangélicas, foi a vez do prefeito Miguel Haddad receber alunos da Escola Estadual “Barão de Jundiaí”, do bairro da Colônia. Na verdade, a passagem pela Prefeitura foi o último item do roteiro do passeio do projeto “Jundiaí, É Bom Viver Aqui”, que contou com a participação dos estudantes, acompanhados da professora de Português Sílvia Aparecida Pietrantonio e do coordenador do projeto, Esdras Eduardo Rosa.


No encontro com o prefeito, os estudantes manifestaram seu lado cidadão, discutindo com ele problemas da cidade e ouvindo com muita atenção a explanação sobre as ações que estão garantindo o crescimento ordenado da cidade. E foi a professora Sílvia também uma das mais entusiasmadas com a visita. Segundo ela, no seu trabalho como educadora ela enfatiza muito bem essa questão da cidadania e o encontro dos alunos com o prefeito serviu para eles colocarem isso tudo na prática.


De acordo com a professora, só através da educação é que se consegue atingir a felicidade de forma plena. “Tudo acontece a partir da educação e eu acredito muito nisso”, disse. Segundo ela, os estudantes, jovens que são, contribuem também para a cidade do futuro, interessando-se cada vez mais na discussão e participando cada vez mais.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.