Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

4/1/2012= - Jundiaí - SP

Prefeitura e população reduzem dengue em 36%




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

Jundiaí registrou nos últimos anos uma das menores incidências de dengue no país. A adesão dos moradores às medidas e campanhas promovidas pela prefeitura são a receita do sucesso. Segundo a secretária de Saúde, Tânia Pupo, foram essas linhas de trabalho que permitiram a Jundiaí reduzir em 36% os casos da doença entre janeiro e novembro desse ano, comparados ao mesmo período de 2010. “A mobilização e o envolvimento da sociedade são fundamentais para os resultados obtidos.”

Embora as ações sejam permanentes, a Secretaria de Saúde, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), alerta para a importância de medidas preventivas, principalmente no período de festas de final de ano e as férias escolares.

O mais importante nesse período é evitar a água parada, que se transforma em criadouro do mosquito. Para o gerente do CCZ, Carlos Ozahata, imóveis vazios e a grande possibilidade de chuvas no período representam um risco à saúde. “As pessoas saem para viajar e se esquecem de eliminar os recipientes que podem acumular água”, alertou Ozahata.

De acordo com levantamento realizado, foram registrados, entre janeiro e fevereiro deste ano, 496 focos do mosquito, uma queda de 6% em relação aos 532 focos identificados em igual período de 2010. Ao todo, foram 112 casos da doença, 36% a menos do que os 177 casos registrados no ano passado.

“A situação em Jundiaí está sob controle, mas é preciso atenção”, disse a secretária Tânia Pupo. Para ela, as ações preventivas devem ser mantidas também pelas cidades vizinhas, em todo Estado e estendida ao País, já que não há fronteiras para o mosquito transmissor.

O CCZ realiza ações educativas junto à população, visitas periódicas aos pontos estratégicos e eventos, como o Xô Dengue e o Dia de Mobilização Social para o Controle da Dengue, que este ano registrou 8.633 imóveis visitados para a eliminação de criadouros do mosquito.

O principal foco do mosquito continua sendo prato de vasos de flores, que devem ser evitados. Porém larvas do mosquito também foram encontradas em caixas d’água sem tampa, pneus, piscinas, lixo com material descartável. Qualquer recipiente que acumule água pode se transformar em criadouro, por isso é importante tampar as caixas d’água e evitar pneus e outros recipientes no quintal.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.