Terça-Feira, 14 de Julho de 2020

28/4/2011 - Jundiaí - SP

Sacolinhas - Jundiaí é referência na mídia nacional




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

A campanha que extinguiu as sacolinhas dos supermercados, nascida em Jundiaí e que chegou aos consumidores no dia 30 de agosto do ano passado, voltou a ser referência na imprensa nacional nesta quarta-feira (27), com editoriais nos jornais Folha de S. Paulo e no popular Agora. Um dia antes, na terça-feira, o portal G1, da Rede Globo, Jundiaí também foi assunto, já que as sacolinhas também deixaram de existir nos supermercados de Belo Horizonte, a primeira capital brasileira a adotar medida. A diferença entre Belo Horizonte e Jundiaí é que a capital mineira adotou esta medida através de lei. Em nossa cidade, a medida existe por meio de acordo entre supermercadistas, consumidores e a Prefeitura. Sobre a não existência de lei, em Jundiaí, o prefeito Miguel Haddad afirmou ao portal G1: “Nós compreendemos que o trabalho deve ser desenvolvido junto com a sociedade, sem a necessidade de uma lei, o que se mostrou altamente eficaz. Sem a adesão da população, nada disso seria possível”.

No editorial “Além dos sacos plásticos” a Folha de S. Paulo afirma que “Em Jundiaí, que já iniciou a experiência, calcula-se que 132 milhões de sacolas saíram de circulação em seis meses. Em Belo Horizonte, a primeira cidade brasileira a aboli-las, são 350 mil por dia.” O jornal lembra que a Associação Paulista de Supermercados – Apas – e o Governo do Estado de São Paulo negociam projeto que visa extinguir as sacolinhas no território paulista ainda este ano. Mesmo caminho segue o editorial “Adeus ao saco plástico” publicado nesta mesma quarta-feira, no jornal Agora. Nele, o jornal lembra que, pelo volume de sacolinhas plásticas utilizadas pela população do Estado, cada cidadão utiliza 63 unidades e que é hora de começar a pensar numa maneira de mudar isso. “É a contribuição de cada um de nós para agravar esse problema”, afirma o editorial para lembrar, em seguida, que Jundiaí tirou, em seis meses, 132 milhões de sacolas plásticas.


No dia em que os supermercados de Belo Horizonte deixaram de distribuir as sacolinhas plásticas, tanto o Jornal Nacional como o SBT Brasil citaram Jundiaí em suas reportagens para fazerem referência ao projeto adotado na capital mineira, inspirado no programa pioneiro de nossa cidade. A rádio Estadão/ESPN também lembrou Jundiaí, nesta semana, sobre o fim das sacolinhas e sobre o acordo sendo costurado entre o governo paulista e a entidade dos supermercadistas.

Neste próximo dia 30, a campanha de Jundiaí chega ao seu 8º mês de realização, atingindo 99% dos supermercados e tirando de circulação, segundo a Apas 22 milhões de sacolinhas plásticas por mês ou 80 toneladas de plástico filme. Somando estes números, no período, Jundiaí deixou de mandar para o aterro sanitário 176 milhões de sacolinhas ou 640 toneladas de plástico.

A campanha “Vamos tirar o Planeta do Sufoco” foi lançada, em Jundiaí, em 27 de maio de 2010, na abertura da Eco Jundiaí, organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e hoje é referência nacional. Desde então, e principalmente após o dia 30 de agosto, Jundiaí tem sido destaque na mídia nacional. O jornal “O Estado de S. Paulo” foi o primeiro, da considerada grande imprensa, a dedicar uma página de seu veículo para falar da campanha lançada em nossa cidade. Isso aconteceu no dia 3 de novembro do ano passado. A partir de então, o assunto ocupou várias vezes as páginas deste jornal, além de outras tantas no jornal Folha de S. Paulo. A TV Cultura esteve duas vezes na cidade para abordar o assunto “sacolinhas” e, em uma das ocasiões serviu para ocupar espaço no programa Repórter Eco. TVs Gazeta e SBT Brasil também estiveram em Jundiaí com o objetivo de abordar o assunto nascido aqui. Agora, neste mês de maio, durante evento da Associação Paulista de Supermercados, a campanha visa atingir o Estado todo. Intenção é acabar com as sacolinhas até o final de 2011.

Para o portal G1, o prefeito Miguel Haddad afirmou que é intenção do município expandir gradativamente a iniciativa de substituir as sacolas plásticas pelas biodegráveis para feiras livres, padarias e comércio em geral. “Não dá para eliminar o plástico de um dia para outro”, disse o prefeito.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.