Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021

Mais lidas da semana

6/12/2020 - Jundiaí - SP

São Paulo recebe insumos e inicia produção da CoronaVac




São Paulo recebe insumos e inicia produção da CoronaVac

Cerca de 600 litros da matéria-prima da vacina CoronaVac chegaram em São Paulo ontem. Com os insumos, o Instituto Butatan vai iniciar a produção de mais de 1 milhão de unidades do imunizante contra a covid-19 já neste fim de semana. Apesar de ter sido enviada pela China, o Governo de São Paula trata a dose como “a vacina do Brasil”.

Agora, o estado tem 1 milhão e 120 mil unidades do imunizante garantidos. Até janeiro, a previsão do governo é que 46 milhões de doses estarão prontas. De acordo com o governador João Doria, a vacinação no estado deve começar em janeiro.

“A imunização será feita de forma responsável, seguindo a lei, cumprindo os protocolos e obedecendo os princípios de proteção à vida”, afirmou o governador em coletiva de imprensa ontem, após o desembarque do material.

O prazo esperançoso se deve aos estudos preliminares da vacina. “Os ritos dos testes clínicos estão impecáveis, técnicos, éticos e com segurança”, disse o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

No entanto, a divulgação dos resultados finais da fase três, que estava prevista para ocorrer ainda nesta semana, ganhou um novo prazo: até 15 de dezembro.

A CoronaVac ainda não foi registrada na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Sem autorização do órgão, a vacinação com o imunizante não poderá ocorrer em território brasileiro. Profissionais da Anvisa estão na China realizando inspeção da fábrica da Sinovac, farmacêutica que desenvolveu o imunizante e mantém parceria com o Instituto Butantan.

A CoronaVac é uma das quatro vacinas que estão no processo de submissão contínua na Anvisa. O procedimento autoriza as empresas a enviar dados dos imunizantes conforme eles ficarem prontos, e não somente no final dos testes. A iniciativa acelera o registro

ESTADO TERÁ PLANO DE VACINAÇÃO PRÓPRIO

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou que vai divulgar um plano de vacinação estadual na próxima segunda-feira, que será diferente do desenvolvido pelo Ministério da Saúde – com previsão do início da imunização no Brasil em março.

Ele aproveitou a oportunidade para atacar o governo federal. “Por que iniciar uma imunização em março se podemos fazer já em janeiro? Vamos perder mais 60 mil vidas?”, questionou.

Fiscalização

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou a contratação de 1.000 agentes para intensificar a fiscalização de ruas e estabelecimentos do estado a partir de hoje. Os fiscais podem autuar pessoas que estão sem máscara e locais que promoverem aglomeração.

A ocupação de leitos de UTI no estado atingiu 60,7% da capacidade. Na Grande São Paulo, o número é de 53,7%.

O governo também recomenda que a população não se aglomere em festas de fim de ano. “Evite reuniões com mais de 10 pessoas e com tempo de exposição maior que 1 hora”, disse José Osmar Medina, coordenador do Centro de Contingência de Combate à Covid.

Fonte: Jornal Metro 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.