Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

11/3/2011 - Jundiaí - SP

Setransp - quase 5 mil placas de sinalização fabricadas em 2010




da assessoria de imprensa da prefeitura de Jundiaí

Quem utiliza o sistema viário de qualquer grande cidade do mundo sabe como a sinalização de trânsito é essencial no dia a dia das pessoas. Como saber se uma rua é mão única, ou qual o sentido de uma via, ou ainda se é permitido estacionar em determinado espaço público sem uma placa de orientação. Nos últimos dois anos, a Secretaria de Transportes vem intensificando o trabalho de sinalização na cidade, tanto a horizontal (solo) como a vertical (placas), para garantir a segurança de motoristas e pedestres. E para atender toda essa demanda a Setransp conta com uma verdadeira “fábrica de placas”, instalada no Complexo Fepasa, que em 2010 produziu 4.600 unidades.

O secretário de Transportes, Roberto Salvador Scaringella, destaca que a atual administração tem uma atenção especial com a sinalização. Em 2010 foram aplicados 60 mil metros quadrados de sinalização horizontal e em 2011 a meta é chegar a 90 mil metros quadrados. “A aplicação de sinalização é uma obrigação legal do órgão de trânsito”, confirmou. “Sinalização significa segurança”, disse.



As placas são fabricadas em chapa metálica, que é cortada em tamanhos e formas variados, dependendo da necessidade, sempre seguindo as determinações do Código de Trânsito Brasileiro. Depois de cortadas, as chapas vão para a cabine de pintura, onde recebem uma camada de tinta esmalte, cuja cor pode variar de acordo com a utilização: pode ser branca, amarela, verde. Em seguida, as placas vão para a secagem e, então, recebem as letras, desenhos ou indicações, dependendo da necessidade.


Algumas placas, como a de “Pare”, por exemplo, além da pintura também recebem uma película especial refletiva (reflete a luz aumentando a visualização) e um colante especial na cor vermelha em volta da borda. Esse material maleável e de cor intensa tem vida útil de 7 anos e é composto por uma camada de verniz (da cor desejada), outra de micro esferas de vidro, outra de alumínio e a última de cola, o que garante grande durabilidade. A garantia é de pelo menos 7 anos, mas esse tempo pode chegar a muito mais que isso.


José Carlos Sannomiya, que coordena esse trabalho, destacou que muitas placas são substituídas por causa de vandalismo, o que gera custo e trabalho descessários para a fabricação de novas placas. Outras acabam se deteriorando com o tempo e são substituídas. Grande parte do material é reaproveitado e volta para as ruas como placas novas. Já o que não tem aproveitamento é direcionado ao Armazém da Natureza. Sannomiya ainda destaca que na fábrica são feitas placas de orientação de trânsito, de regulamentação de advertência, bem como de informações. E ainda a sinalização utilizada nos pontos de ônibus e abrigos, de orientação aos usuários, dos veículos escolares, táxis.


A Setransp possui quatro equipes de manutenção, que percorrem a cidade observando onde é necessário novas placas. Mas a comunidade pode colaborar com o trabalho da Secretaria de Transportes informando, pelo 156, os pontos que necessitam de sinalização.

 

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Jundiaí Online.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em Jundiaí

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

O mercado de Aluguel de louças aumentou (e ficou ainda mais qualificado) de uns anos para cá. Um exemplo? Outro dia estava organizando uma lista de materiais que precisariam ser alugadas (Aluguel de louças para festas) para um festa

O serviço de locação para festas esta na zona sul em São Paulo.Sendo do ramo de locação para festas.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Blog  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.